quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Flávio Paiva escreve sobre a futura gestão da Cultura em Fortaleza

Flávio Paiva

"Fortaleza precisa ir além da superficialidade da cultura de massa e das manifestações ancoradas nos limites da subordinação a domínios numéricos. Precisa fugir do fatalismo da nossa ignorância e isso não é uma questão de classe. Vivemos em uma cidade que não se conhece e, por conseguinte, não se reconhece, nem se faz respeitar. Ao propor uma política de cultura para a atuação da Secultfor, Magela Lima [futuro titular da Secretaria de Cultura de Fortaleza - SecultFor] naturalmente abrirá um portal de busca para o desenvolvimento de um conceito sociocultural de cidade, dando vazão a encontros de olhares, revelações de impulsos sensíveis e organizações de contextos." (Leia mais...)

2 comentários:

  1. Sei não... Será mais um "chapa branca" a iniciar "carreira rumo saob hall da fama, poder e lantejoulas"

    ResponderExcluir
  2. Vamos dar um voto de confiança e ficar atentos. A sua esclarecida leitura do contexto, Vilemar F. Costa, é fundamental nesse processo. É muito bom tê-lo como interlocutor, espero que a gestão a se iniciar em 2013 pense assim também.

    Um abraço, amigo, obrigado pela colaboração aqui.

    ResponderExcluir